sexta-feira, 8 de fevereiro de 2013

Médicos e afins . . .

Ontem fui ao Médico: nada de especial, uma consulta de rotina ao estilo pesar-medir-está-tudo-bem-até à-próxima! Quando entrei no gabinete, para além do Médico estava um interno a fazer o seu estágio em Medicina Geral e Familiar.

Ora até aqui nada de mais se não fosse o ar do dito menino: calças de ganga coçadas, sapatilhas com os atacadores vai não vai para se desapertar, cabelo a pedir uma lavagem urgente, ar de sono e literalmente esparramado numa cadeira enquanto o estetoscópio pendia do bolso da bata . . . o que me levou a pedir "Meu Deus, que eu nunca encontre este rapaz numa urgência do Hospital, por favoooor!"

Senhores Doutores e Senhoras Doutoras: sabem que "uma imagem vale mais do que mil palavras?" e que a "comunicação é um aspecto fundamental da relação médico-paciente?" e que a comunicação não é só aquilo que se diz mas também aquilo que se vê, os gestos, a postura?

Um estudo feito nos EUA  revelou que de entre vários pacientes inquiridos 76.9% confia mais num médico com a bata branca (bem vestida!), 47.3% prefere ver os médicos de barba e cabelo aparados (vá, nem vou falar na parte do lavado...!), 85.7% prefere ver mulheres médicas sem maquilhagem ou com maquilhagem leve e 51.6% prefere médicos com acessórios simples e discretos?

De todos os inquiridos, chegou-se à conclusão que 69.8% relaciona a forma de vestir e aparência de um médico com a sua capacidade de trabalho!

Sim eu sei que todos nós crescemos a ver séries em que os doentes entram em serviços de urgência todos abertos e as médicas aparecem do alto dos seus tacões de 15cm em vestidos justíssimos e altamente maquilhadas e salvam vidas sem tirar um cabelo do sítio ou borratar o rímel e eles têm um ar displicente de quem acabou de sair da cama mas que é tão giro que só de olhar para eles as doentes ficam logo boas mas . . . this is the real life! ;)

OU seja: tomando como dado adquirido que dificilmente vamos ser atendidas pelo Dr. House ou o Derek Sheperd numa consulta, pedimos por favor aos nossos médicos e outros profissionais de saúde que cuidem:

  • a bata (branca, limpa e apertada! É uma bata e não uma capa!)
  • cabelo (lavado e cheiroso, penteado)
  • barba (do tamanho que queiram mas pelo menos aparada e penteada)
  • sapatos (limpos, com  atacadores apertados)
  • maquilhagem (discreta, elegante)
  • pontualidade (sim sim! também faz parte da imagem! imprevistos acontecem mas esperar uma hora e três quartos por uma consulta de todas as vezes que se vai ao médico é abusar, não???)
  • simpatia (um sorriso é o melhor remédio! ;)
  • roupa (cuidada, confortável, bonita, elegante e fashion mas sem decotes ou transparências exageradas!)

A nossa vida está nas vossas mãos! (não é bem mas é quase!) Que tal tratarmos disto com um bocadinho mais de estilo??? ;)

















2 comentários:

  1. Eu tento andar composta ehehe
    A parte da pontualidade é uma faca de dois gumes... eu chego sempre, sempre a horas e a consulta invariavelmente atrasa. É o que dá ter consultas agendadas de 20 em 20 minutos e cada doente achar que é o único. Reclamam quando entram se está atrasada a consulta mas depois nunca ficam os 20 minutos a que têm direito ;) Nem sempre a culpa do atraso é do senhor doutor... :P Beijinhos, adoro o blog :)

    ResponderEliminar
  2. Adorei este post! =D

    Há profissionais de saúde que não ligam nenhum à imagem e isso é uma pena.
    Claro que a imagem não é tudo, mas não é por isso que deixa de ser importante; a imagem é uma ajuda, pois pode comunicar, de forma imediata, respeito para com os doentes e transmitir-lhes confiança/segurança.
    É pena que não haja alguma formação neste sentido no curso destes profissionais.

    ResponderEliminar